top of page
Quedasdagua _)

Sobre Nós

​Nossa História

Em 1969, o ano em que o homem dava seu primeiro passo na lua, Octavio Navarro Sanchez também dava seu primeiro passo de uma longa caminhada que iria culminar no Camping Quedasdagua.

Espanhol, catalão de Barcelona, em fins de 1955 chega ao porto de Santos um navio que o traria sozinho para o início de uma aventura em busca de novas oportunidades de trabalho e progresso.

Um verdadeiro artista em marcenaria e projetos de móveis, não foi difícil conseguir emprego na cidade de São Paulo e, em poucos meses já conseguia trazer a esposa e dois filhos pequenos que aguardavam na Espanha o momento propício da viagem. Alguns anos depois, já tinha adquirido residência própria e mais dois galpões comerciais, um para a marcenaria e outro para locação.

Em um domingo no início de 1969, a convite de seu amigo Ernesto, Octavio Navarro e seu filho Oscar fizeram um passeio na recém-inaugurada Castello Branco até o sítio de propriedade deste amigo onde residia sua família. Uma avaria no automóvel obrigou-os a permanecer dois dias na propriedade e, enquanto consertavam o veículo, teve a oportunidade de conhecer o sítio vizinho de João Araújo, pois tinha um moinho manual de cana e a convite dele, poderiam tomar garapa.

Foi amor à primeira vista, a propriedade encantou tanto o Sr. Navarro que, em 18 de Abril do mesmo ano foram pagos NCr$ 300,00 como sinal da compra do imóvel. Em pouco tempo vendeu a propriedade de São Paulo, transferiu a marcenaria para Itu, nesta ocasião já trabalhando com seu filho Oscar, e fixou residência no sitio reinvestindo o produto da venda do imóvel de SP em benfeitorias na nova propriedade que já se chamava Sítio do Navarro. Assim que a energia elétrica chegou ao sítio, novamente transferiu, agora em definitivo, a oficina de marcenaria para o sítio do Navarro.

 

Foram anos de melhorias em benfeitorias e arborização do local, no entanto gerava muita despesa manter o local cuidado sem uma renda auxiliar além da marcenaria, e como o Sr. Navarro não tinha muito conhecimento em agricultura e criação de animais, todas as tentativas feitas de receita extra por estes meios não foram bem sucedidas.

Vários amigos que vinham aos finais de semana comentavam que o lugar era muito bonito e daria um bom clube de campo, mas o Sr. Navarro não era adepto ao sistema de clubes, no entanto numa determinada manhã, em meados de 1976, ele anuncia para a família que tinha tido uma ideia.

 

“Não Faremos um clube, mas sim um Camping, que seja pequeno só para suprir as despesas da propriedade assim a marcenaria não sofrerá tanto para pagar as despesas extras”. Como a família já era adepta há anos em campismo (Camping selvagem), e já existiam alguns campings organizados na região, o Sr. Navarro plantou naquele dia a semente que faria germinar o Quedasdagua.
 

A partir daí, a marcenaria começou a trabalhar em ritmo quase que dobrado a fim de gerar recursos para as instalações básicas do Camping. Recursos naturais haviam bastantes, no entanto eram necessárias instalações de infraestrutura como, rede elétrica, sanitários, água, churrasqueiras, lanchonete, campo de futebol, módulos para trailers e barracas e etc.

Em setembro de 1977 o Quedasdagua dava os primeiros passos, com seus 20 módulos para barraca e 10 para trailer. A inauguração oficial do camping foi em 18/12/1977, a pedido da família por ser a data de aniversário do fundador.


Até o carnaval de 1978, o Quedasdagua já estava lotado e, a triste constatação que, mesmo utilizando todos os módulos, o custo operacional era maior que a receita do camping e que usando a mesma infraestrutura seria preciso pelo menos 60 módulos de barracas para que gerasse lucro. Com mais um esforço, o Sr. Navarro conseguiu atingir os 100 módulos e daí para frente a empresa conseguiu caminhar com as próprias pernas e gerar recursos para novas instalações, no entanto, já sobrava menos tempo para a marcenaria, que a médio prazo foi absorvida pelos compromissos por conta do Quedasdagua.

bottom of page